sábado, 12 de setembro de 2009

A Felicidade

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.

Carlos Drummond de Andrade

3 comentários:

Willyan Cordeiro disse...

Eu ia destacar uma frase dessa postagem. Mas só elá, sozinha, ia fazer pouca diferença... Mas acho que o especial está em o amor que não damos ! O blog tá mto legal !

Abraço!

Luísa disse...

Grande verdade!
então toca a viver arriscando para que possamos saborear o verdadeiro sabor da vida!
Beijinho terno

Rabisco disse...

Durante muito tempo pensei que de nada valia o amor que tinha para dar se, do outro lado, não estivesse alguém que o quisesse receber.
Hoje percebo o quanto estava errado!
Não preciso que do lado de lá me espreite alguém...preciso apenas de saltar para o lado de lá e dar apenas aquilo que de melhor há em mim, seja ou não bem recebido!

Abraço