sexta-feira, 12 de junho de 2009

Entre Versos

É a sua vida que eu quero bordar na minha
Como se eu fosse o pano e você fosse a linha
E a agulha do real nas mãos da fantasia
Fosse bordando ponto a ponto nosso dia-a-dia
E fosse aparecendo aos poucos nosso amor
Os nossos sentimentos loucos, nosso amor


A Linha e o Linho. Composição de Gilberto Gil (1983).

2 comentários:

Mariano, disse...

Adoro o Gil. De voz, prefiro ele do que o Caetano! :D

Obrigado por me seguir, bem ao mundo de personificações ;D

Um abraço Mariano.

Afonso C. disse...

Emudeço. Emudeço.